Apreensões de materiais de pesca na piracema aumentam 709,7% em MT

Entre novembro e janeiro, foram apreendidos 4.381 equipamentos em MT.
Pesca para venda e transporte de peixes é proibida no período de defeso.

A apreensão de material de pesca em Mato Grosso aumentou 709,7% entre os meses de novembro de 2013 e janeiro de 2014 – período de proibição da pesca por conta da piracema – em comparação com o período de novembro de 2012 e janeiro de 2013. O balanço é da Polícia Militar Ambiental de Mato Grosso. A quantidade de pescado apreendido, no entanto, caiu 26%.
Entre novembro 2.013 e janeiro 2.014, foram apreendidos 4.381 equipamentos de pesca, 361 redes de pesca, 150 tarrafas, 383 espinheis e 325 anzóis de galho, 2.382 kg de pescado, 54 veículos automotores, 81 embarcações e 54 armas de fogo.

No período de novembro de 2012 e janeiro de 2013 foram apreendidos 541 materiais de pesca, 97 redes de pesca, 54 tarrafas, 11 espinheis e 41 anzóis de galho, 3.261 kg de pescado, seis veículos automotores, 24 embarcações e 11 armas de fogo.
Para a PM, a redução na apreensão de pescado é um fator positivo, pois pode ser um indicativo de que as ações de policiamento e fiscalização ambiental preventivas tenham sido efetivas, inibindo a pesca irregular.
A piracema, período natural de reprodução dos peixes de água doce, iniciou no dia 1º de novembro de 2013 na bacia hidrográfica do Araguaia. Já nos rios das bacias do Paraguai e Amazonas, a proibição começou no dia 5 de novembro.

About Alexandre Stano