Peixes de couro no pesqueiro Cantareira/Sabesp

Por Thiago – Biro-Biro
03/02/2015

Há pescadores que saem todos os finais de semana para pescar sejam com chuva ou com tempo normal. Porém, às vezes ir até a um pesqueiro distante custa caro e longe de casa. O modo mais prático é sondar àquele pesqueiro mais próximo e tentar explorar ao máximo as oportunidades que ele oferece.

Há alguns meses atrás, os proprietários do Cantareira/Sabesp, Chicão e seu sobrinho Ricardo me convidou para realizar uma pescaria noturna em seu estabelecimento, mas sempre adiava o convite. Nesta semana, fiquei sabendo por intermédio de amigos que o pessoal da equipe do Trairão Pesca iria fazer uma pesca noturna no local e, aproveitei à oportunidade de o pesqueiro estar aberto a noite e convidei meu amigo Pablo para tentar alguns Tambas, Pintados e Cacharas, que de pronto aceitou meu convite.

Arrumamos nossos equipamentos e saímos de casa por volta das 19h e após 10 minutos já estávamos dentro do pesqueiro. Lá chegando, fomos cumprimentar a turma do Trairão Pesca que estavam em uma disputa acirrada com os peixes e também com as cervejas. Nesta condição, acredito que quem perdeu foi o funcionário do pesqueiro Hélio que de tempo em tempo vinha recolher as latinhas vazias que ficavam ao chão. Arrumamos nossos equipamentos e fomos para o lago onde prevalecem os gigantes do Cantareira.

ScreenHunter_636 Apr. 15 10.08
Logo ao anoitecer as cacharas começaram a aparecer com mais constância e logo Pablo consegue seu primeiro exemplar.

Durante a briga ele percorreu uma longa distância para tirar a bruta do lago. O peixão até parece ser de outra pescaria, talvez o foco de luz deixasse a camisa mais clara.

ScreenHunter_637 Apr. 15 10.08
E o Pablo com muita vontade tira foto com outra cachara, desta vez a briga foi menor. Mas, o que importava era a Cachara, independente do tamanho.

ScreenHunter_638 Apr. 15 10.08
Os redondos resolveram das às caras, já guardando minhas tralhas vem mais um Tamba de 18 quilos para fechar a noite. Thiago Biro-Biro o fisga com massa para a pesca de cabeçuda, e logo após mais um tamba pego pelo Pablo.

ScreenHunter_639 Apr. 15 10.08
Depois onze cacharas engato um tamba, não tão grande como o do Thiago e venho para a mais uma foto.

Por volta das 00h30min, já guardando minhas tralhas vem mais uma cachara para fechar a pescaria. Está não deu tempo para tirar foto e logo em seguida fomos embora. Essa foi mais uma pescaria em que os peixes de couro nos deram muita alegria e satisfação.
——–
Nossos agradecimentos aos proprietários Jacó e Ricardo pelo bom atendimento e por nos ter aguentado durante grande parte da noite.

O Pesqueiro Cantareira possui três lagos. No lago principal, encontramos Pacus com até 20 kg, Tambacu de até 20 kg, Pintados/ Cacharas com até 25 kg., Carpas Cabeçudas de até 35 kg, Tilápias de até 7 kg e Matrinxã. No lago 02, podemos encontrar todas as espécies de peixes com pesos variados. No lago 03, Tilápias de até 5 kg. Pintados e Carpas cabeçudas. No dia 14/04 foram colocados no lago uma tonelada de Cath Fish.

ScreenHunter_640 Apr. 15 10.08
Tilápia com cerca de 4 quilos pega por Thiago Biro-Biro durante o meio da semana.

Para as crianças, além de toda diversão e contato direto com a natureza, ainda podem ser vistos: macacos pregos, coelhos, garças, entre outras aves e animais. O pesqueiro também oferece um belíssimo playground para seus filhos brincarem gratuitamente.

Pesqueiro Cantareira:
Rua Luís Carlos Gentile de Laet, 2500 Vila Rosa/Tremembé – SP. Localizado próximo ao horto florestal e dentro do clube da Sabesp. Para chegar de ônibus, descer na estação Santana do Metrô e embarcar no ônibus com destino ao ponto final da Vila Rosa. Tel.: (11) 2204-7754.