Polícia prende pescadores que ostentavam em redes sociais

1

Policiais militares ambientais pertencentes ao pelotão de Cianorte, após várias denúncias relatando que pessoas moradoras de Cianorte efetuavam pescas com uso de apetrechos predatórios diversos, e após as pescarias ostentavam em redes sociais exibindo os peixes capturados, se deslocaram para o local indicado no Rio Ivaí, nos fundos da Fazenda Lagoa, no Município de Jussara, na última sexta-feira, 30. No local os policiais surpreenderam quatro pessoas que estavam em uma embarcação a motor recolhendo redes de pesca e anzóis de galhos que haviam armado na noite anterior.

 

Ao abordarem a referida embarcação foi encontrado no seu interior aproximadamente 100 metros de redes de pesca de diversas malhas, vários anzóis de galho e quatro peixes da espécie curimbatás que estavam ainda emalhados nas redes. Diante do crime constatado foi dado voz de prisão aos pescadores e depois de deslocado da residência que usavam para pernoitar e cometer os crimes, foram encontradas várias outras redes de diversos tamanhos e malhas, e o apetrechos predatórios conhecidos como “joão-bobo ou galões” que haviam usados durante a noite, pois ainda se encontravam molhados, diversas tábuas com anzóis de galho e espinhéis e ainda, outros 14 kg de peixes da espécie barbados, dentre eles um exemplar com o tamanho inferior ao permitido para captura, ou seja, com 47 cm; sendo que o tamanho mínimo para captura é de 50 centímetro.

 

Os apetrechos de pesca de uso proibido, peixes, o motor de popa e barco foram apreendidos e encaminhados ao órgão ambiental competente (IAP), para as providências na esfera administrativa, bem como, para a confecção dos autos de infração ambiental. Os detidos C.R 44 anos (Comerciário), R.M, 57 anos (Funcionário Público Municipal – Jussara), e M.A.S.M, 35 anos (empresário) foram encaminhados para a delegacia de Polícia de Cianorte onde foram autuados em flagrante. (Brandão Junior).- Fonte e Fotos: www.UbirataOnline.com.br

About Alexandre Stano