Novo Regulamento Vara Lisa 2016

16º CAMPEONATO PAULISTA EM PESQUE E PAGUE SÉRIE VARA LISA

 REGULAMENTO OFICIAL – 07/01/2016

Realização: Jornal da Pesca

Apoio: APAPP – Associação dos Pescadores de Pesque e Pague do Estado de São Paulo

Agenda Brasil Propaganda

 

Artigo 1º – OBJETIVO

Parágrafo único – O CAMPEONATO PAULISTA EM PESQUE E PAGUE – competição não profissional é realizada há 16 anos, sem interrupção. A pescaria atual ocorre durante os meses de janeiro a dezembro, tendo 12 etapas + Repescagem, e tem como objetivo promover a Pesca Esportiva no Estado de São Paulo, como forma de lazer e esporte de competição.

 

Artigo 2º – PARTICIPAÇÃO

Parágrafo único – Poderá participar da competição o pescador que tenha sua inscrição registrada nos Boletins Informativos Eletrônicos do UOL/PESCA.

 

Artigo 3º – FORMAÇÃO DAS EQUIPES

  • – 14 equipes participarão do Campeonato Paulista de 2016;
  • – As equipes serão distribuídas em 02 (dois) Boxes, com 02 (dois) e 03 (três) participantes;
  • – As equipes serão formadas por 05 (cinco) titulares, podendo ter quantos suplentes forem necessários;
  • – As equipes pescarão todas contra todas no mesmo dia e horário;
  • – O uniforme será obrigatório, mesmo que seja apenas com a camisa do clube.

Artigo 4º – INSCRIÇÃO

  • – O valor da inscrição será de R$ 300,00 (trezentos reais) por etapa, já estando incluído a entrada do pesqueiro no dia do torneio;
  • – No dia da etapa, antes do sorteio dos Boxes, o responsável pela equipe deverá quitar a mensalidade junto à organização do Jornal da Pesca ou com o responsável pelo sorteio. Caso tenha efetuado o depósito, apresentar o comprovante no dia do torneio;
  • Os patrocinadores (empresas), deverão efetuar o pagamento via boleto bancário, que será enviado via e-mail ou através de depósito bancário:

BANCO BRADESCO

AG: 2332-9

C/C: 4500-4

Nome: RODRIGO KEIT NAKAMATSU – M.E.

CNPJ: 010.728.334/0001-30

A modalidade de pagamento será previamente definida com o responsável.

 

Artigo 5º – EQUIPES PARTICIPANTES

Parágrafo único – A Série Varas de mão será composta pelas seguintes equipes: Akipesca – Daqui Pro Bar – Discipulos do Biro-Biro – Estado Crítico – Guaru Fishing – Massa da Boa – Massa Isena (Ranchão) – Mazakina (Pesqueiro Mundial) – Pesqueiro Cantareira – Pesqueiro Ranchão do Peixe Rumo da Pesca – Trairão Pesca – Trovão Fish e Toninho’s Bar.

Algumas equipes ainda não confirmaram. Portanto, caso haja confirmação de alguma delas, haverá alterações em alguns Artigos e Parágrafos para acerto do presente regulamento.

 

Artigo 6º – HORÁRIO E SORTEI0

  • – A prova será das às 8h30 às 13h30, direto, sem intervalo;
  • – Antes do início será proibida a pesca no lago da competição, não podendo ser testado e lançado nenhuma linha na água;
  • – O sorteio dos Boxes terá início às 7h45 com o mínimo de duas equipes presentes;
  • – O árbitro principal tem poder para retardar ou antecipar a prova.

 

Artigo 7º – DATAS PREVISTAS E LOCAIS DAS PESCARIAS

  • – A realização das etapas ocorrerá nas seguintes datas:

17/1 – 14/2 – 13/3 – 10/4 – 15/5 – 5/6 – 3/7 – 7/8 – 11/9 – 9/10 – 30/10 – 20/11 Repescagem – 11/12 (Final);

  • – Datas poderão ser alteradas conforme necessidade da organização e, os locais para realização das etapas serão definidos pela organização.

 

Artigo 8º – DOS BOXES

  • – Os participantes serão sorteados em dois Boxes diferentes, com três metros lineares para a dupla e 4.5 metros para o trio, mas poderão ser maiores ou menores dependendo da disponibilidade do lago;
  • Os Boxes serão numerados em ordem crescente, suficiente para abrigar os participantes. Os atletas deverão posicionar-se seguindo esta ordem. Nº 1 entre os boxes 1 e 2 e assim sucessivamente.

 

Artigo 9º – MATERIAL DE PESCA:

  • – A pesca será exclusivamente de fundo, sendo proibidas iscas na superfície, mesmo com a utilização de boia;
  • VARA: máximo de 5.40 metros. Nesta medida, a linha não poderá ultrapassar o tamanho da vara;
  • LINHA: até 01 (um) metro maior do que a vara, com exceção da vara de 5.40 metros;
  • ANZOL: Apenas 01 (um) anzol, sem farpa, inclusive na haste do anzol;
  • ISCAS: Massas como isca, máximo de 03 (três) centímetros de diâmetro;
  1. a) A isca poderá ser usada somente no anzol;
  2. b) 01 (um) salva-varas para cada vara, no máximo 3 metros de comprimento, no estado, sem estar esticado.
  3. c) Se fizer a utilização do chumbo, este deverá estar na mesma linha e acima do anzol;
  4. d) É vetado o uso de miçanga, lã no anzol e isca no girador, caso seja utilizado.
  5. e) Na utilização de ração peletizada (ex: guabi, P-40, etc.) ou isca de superfície, estas deverão permanecer no fundo utilizando chumbo, se necessário.
  • BOIAS: Na montagem das varas será permitido o uso de uma pequena boia, “tipo tilápia”, de isopor, cortiça ou plástico, sendo que fique a uma distância, de no mínimo, 01 (um) metro para cima do anzol.

 

Artigo 10º – DOS PEIXES

  • – Tilápia terá peso 02 (dois). Outras espécies terão peso 01 (um);
  • – Peixes somente acima de 500 gramas.

 

Artigo 11º – PONTUAÇÃO

Parágrafo único – Exemplo: col. 14 pts / col. 13 pts / col. 12 pts / col. 11 pts/ col. 10 pts / col. 09 pts / col. 08 pts / col. 07 pts / col. 06 pts / 10º col. 05 pts / 11º col. 04 pts / 12º col. 03 pts / 13º col. 02 pts / 14º col. 01 ponto.

Artigo 12º – REGRAS DAS PESCARIAS

  • – As equipes poderão iniciar a pesca com o limite mínimo de 03 (três) pescadores. Caso a equipe não esteja completa, mesmo assim poderá montar seus equipamentos depois do sorteio, mas não poderão entrar no Boxe até completar o limite mínimo de pescadores;
  • – A critério do capitão, os pescadores poderão ser substituídos e remanejados nos Boxes a qualquer tempo da prova, desde que o fiscal seja avisado, previamente;
  • – As equipes poderão inscrever novos pescadores até a 9ª etapa;
  • – Em caso de atraso, a equipe poderá iniciar a pescaria a qualquer tempo da competição, com aval do fiscal;
  • – As equipes deverão estar uniformizadas, mesmo que seja apenas com camisa identificando o clube. Em dias de muito frio ou chuva, os integrantes das equipes poderão se acobertar com capas de chuva, ou até mesmo com blusas cobrindo a camisa do clube;
  • 6º – A equipe que não comparecer na etapa, além de pagar a mensalidade, inicia a Repescagem e a Final com 10 quilos negativos. No caso do não comparecimento da equipe por força maior, a equipe deverá comunicar à organização. A Comissão irá analisar o caso e decidir se aplicará ou não a punição.

 

Artigo 13º – FASES DO CAMPEONATO

Parágrafo único – O campeonato Paulista em Pesque e Pague 2016 terá três Fases: Classificatória, Repescagem e Final.

 

Artigo 14º – FASE CLASSIFICATÓRIA

  • – Serão 14 equipes participantes na Fase classificatória no sistema de todas contra todas, em um só dia e no mesmo local;
  • – No final de 11 pescarias, as 03 (três) equipes primeiras colocadas passam direto para a Final com 12, 8 e 5 quilos.

 

Artigo 15º – REPESCAGEM

  • – Participarão da Repescagem 11 equipes não classificadas na primeira fase;
  • – As 09 equipes que somarem mais quilos vão se juntar as 03 (três) equipes classificadas na primeira fase para disputar a final do Campeonato Paulista;
  • – As 02 (duas) últimas colocadas não participam da final;
  • – A 1ª e 2ª colocada passam para a final com 02 (dois) e 01 (um) quilo, respectivamente.

 

Artigo 16º – FINAL

  • – 12 (doze) equipes participarão da final do Campeonato Paulista de 2016;
  • – As 03 (três) primeiras colocadas da Fase classificatória e 09 (nove) equipes que chegaram pela Repescagem, disputam o titulo do campeonato.

 

Artigo 17º – CRITÉRIO DE DESEMPATE

O critério de desempate será igual para todas as fases do campeonato.

  • – Maior saldo de quilos adquiridos em cada fase;
  • – Prorrogação de 30 minutos, e assim sucessivamente, até que saia o vencedor da fase.

 

Artigo 18º – CURINGAS

  • – A equipe poderá ter no máximo 02 (dois) Curingas identificados com a marca do clube;
  • – O Curinga, assim como o adversário que esteja ao lado do pescador poderá auxiliar na retirada dos peixes, usando apenas o passaguá;
  • Somente o Curinga poderá preparar equipamentos de pesca, iscas e levar alimentos/bebidas para o Boxe do pescador;
  • – Os Curingas, não poderão fisgar peixes, não segurar varas com peixe fisgado e, sobretudo, ficar dentro do boxe de pesca;
  • – Será da responsabilidade dos curingas:

. Levar e soltar os peixes para pesagem;

. Observar a pesagem dos peixes de sua equipe, assim como dos adversários, se está sendo pesada em quilos ou libras, sobretudo, se a balança está correta (quilos e libras);

. Depois da pesagem e soltura dos peixes, qualquer reivindicação será desconsiderada pelo árbitro e comissão do campeonato;

. A soltura dos peixes será no boxe da equipe que pesou os peixes, ou em lugar determinado pelo fiscal;

. Deverá recolher junto ao árbitro, a cópia de lançamento da pesagem dos peixes e conferir a anotação.

 

Artigo 19º – CONSIDERAÇÕES GERAIS

  • – O pescador estando com o peixe fisgado poderá deixar seu boxe para facilitar a retirada do peixe;
  • – Caso o peixe fisgado enroscar na linha ou anzol do adversário, mesmo assim valerá para a contagem de pontos;
  • – Somente será válido para contagem de ponto o peixe que estiver fora do lago, antes do apito final;
  • – Proibido lambar e chasquear peixes na superfície. Ex: semimorto ou com falta de oxigênio;
  • – Caso um peixe for fisgado ao mesmo tempo por dois pescadores, prevalece o que estiver com o anzol atado na boca. E se ambos fisgarem ao mesmo tempo, no corpo do peixe, o peso será dividido por igual entre as equipes;
  • – Se acontecer de alguma vara cair no lago com peixe fisgado, somente valerá para contagem de pontos se o pescador resgatá-la com a mão, em seu próprio boxe. Sugerimos que o pescador use salva vara;
  • – A punição a ser imposta pelo Juiz deverá ser comunicada ao capitão, mesmo que seja verbalmente e/ou anotando na súmula da etapa. Fica a critério de o árbitro impor advertência ou punição;
  • – Nas faltas leves o árbitro fará uma advertência, entretanto, se persistir o erro, a equipe sofrerá punição. O árbitro decide a gravidade;
  • 10º – Caso seja necessário executar alguma alteração no regulamento, este poderá ser realizado em caráter excepcional, e posteriormente comunicado aos responsáveis pelas equipes, via e-mail;
  • 11º – Durante as provas poderão ocorrer fatos omissos ao Regulamento e Regras. Neste caso, o árbitro poderá resolver no ato, ou se preferir, poderá enviar requerimento para a comissão Julgadora;
  • 12º – Caso o pescador se achar injustiçado, este deverá enviar justificativa por escrito a comissão julgadora. Esta analisará o fato e, se necessário, fará a convocação das partes interessadas.
  • 13º – Apenas o pescador que estiver na mesma raia poderá fisgar peixes na vara de seu companheiro de equipe. Caso o peixe seja fisgado pelo curinga, será invalidado.

 

 

 

Artigo 20º – PENALIDADES

  • – Em qualquer uma das penalidades aplicadas pelos árbitros, a equipe será punida com 03 pontos sobre o total de pontos adquiridos no final da etapa, e assim sucessivamente;
  • – A critério do árbitro, a equipe infratora poderá ser advertida antes mesmo de receber a punição.

 

Artigo 21º – SOBRE OS ÁRBITROS

  • – Cabe salientar que o árbitro é soberano e poderá advertir ou penalizar os pescadores, contando ainda com a ajuda dos membros da Comissão Julgadora;

Obs.: Todos os atos de indisciplina por parte dos pescadores serão analisados no local ou futuramente, em reunião pelo árbitro, organização e comissão julgadora.

 

Artigo 22º – IMPORTANTE

  • – Serão aceitos recursos com até 03 (três) dias após a pescaria;
  • – Será permitido apenas 01 (um) recurso. Depois de julgado, a comissão dará o caso como encerrado.

 

Artigo 23º – INTERFERÊNCIAS

Parágrafo único – Fica vetada qualquer interferência dos organizadores do Campeonato Paulista durantes as pescarias, e, sobretudo em julgamentos de pescadores e ou mesmo de árbitros.

 

Artigo 24º – PREMIAÇÃO

  • – Em cada etapa da fase classificatória será concedido troféu para as três equipes melhores colocadas;
  • – Ao final da competição haverá uma festa de confraternização em local e data a serem definidos e posteriormente comunicado às equipes.
  • – A equipe Campeã, Vice-Campeã e 3ª colocada do campeonato receberão os troféus e prêmios que serão entregues na festa de confraternização;
  • – Todos os pescadores inscritos receberão medalhas que serão entregues na festa de confraternização.

 

Artigo 25º – COMISSÃO JULGADORA

Parágrafo único – Fabio Nomura, Silvio Pereira e Fernando Camara.

 

Artigo 26º – DA IMAGEM

Parágrafo único – Nomes, imagens e som de vozes dos participantes poderão ser utilizados pela Organização em material promocional, de forma inteiramente gratuita.

 

Artigo 27º – CONSIDERAÇÕES FINAIS

  • – O responsável pela equipe deverá entregar aos pescadores este Regulamento, que a organização estará enviando pelo e-mail: jornaldapesca@uol.com.br.
  • – Os organizadores e autoridades da Competição não se responsabilizam por perdas, danos, extravios, roubos e acidentes, antes ou após os eventos.

 

Boa pescaria!

Organização Jornal da Pesca

 

 

About Alexandre Stano