Tabela de Classificação Torneio Catfish – 31 janeiro

tabela-torneio-cat-fish-01-2016

TORNEIO DE PESCA ‘INDIVIDUAL’ NO PESQUEIRO CATHFISH – REGULAMENTO

Artigo 1º – DATA:
O Torneio será realizado no Pesqueiro Cath Fish no dia 31/01/2016 – das 8h30 às 15h00, com pausa para almoço das 12h00 às 13h00.

Art. 2º – COMO CHEGAR AO LOCAL DO EVENTO: Pegar a Rodovia Raposo Tavares até o km 46,5 sentido São Roque – logo após passar o pedágio entrar a primeira à direita e já estará praticamente dentro do Pesqueiro. (www.pesqueirocatfish.com.br). Tel: 11-47140056 – 11-4714-4151 c/Ademir.

Art. 3º – INSCRIÇÃO
§ 1º
– O valor da inscrição será de R$ 80,00 + R$ 20,00 entrada do Pesqueiro; § 2º – As inscrições deverão ser feitas através de depósito bancário identificado na conta: Banco Bradesco – C/C 4500-4 – AG 2332 em nome de: RODRIGO KEITI NAKAMATSU. Ainda assim, o participante deverá confirmar o depósito com Yassei pelo Tel. 11- 97641-9097 WHATSAPP.
§ 3ºInformação e inscrição: Mario Takamoto (Trairão Pesca)– Tel. 3991-8140 ou 3991-8142, – contato@trairaopesca.com.br – Jornal da Pesca, 2609-8046 ou 94213-5043 (WHATSAPP)- jornaldapesca@uol.com.br, ou no próprio local do evento.

Art. 4º – BOXES – § – O participante estará situado em um Boxe de no mínimo 2 metros s lineares, podendo ser maior ou menor dependendo da quantidade de participantes inscritos – § 2º – Os Boxes serão numerados em ordem crescente, suficiente para abrigar os participantes – § 3º- Os atletas deverão posicionar-se seguindo esta ordem. Nº 1 entre os boxes 01 e 02 e assim sucessivamente.

Art. 5º CLASSIFICAÇÃO: A classificação será computada através de uma somatória geral de quilos pesados durante toda a prova, independente da quantidade de espécies fisgadas;

Art. 6º – PREMIAÇÃO – § 1º A Premiação será logo após o final da competição com a entrega dos Troféus aos classificados. Serão 03 (três) competidores classificados na seguinte ordem: 1º Lugar: R$ 2.000,00 + Troféu, 2º Lugar: R$ 1.000,00 +Troféu, 3º Lugar: R$ 500,00 + Troféu.

Art. 7º – FORMA DE PONTUAÇÃO
: Serão computados durante o Torneio todos os peixes pescados com seus respectivos pesos, o Campeão será aquele que conseguiu atingir maior peso durante a prova.

Art. 8º- SOBRE PEIXES: § 1º Serão considerado peixes de qualquer espécie, acima de 500 gramas identificados e pesados com balança digital – § 2º Os pescadores deverão levar Samburá para guarda pequenos peixes. O pescador que descumprir a regra não poderá reclamar pela demora da pesagem do peixe fisgado. §3º O material escolhido para a pesca, só poderá estar com 01 (um) anzol, sem farpa.

Art. 9º – NÚMERO DE VARAS PERMITIDO: § 1º – Serão permitidos os seguintes tipos de materiais para pesca: Vara de mão, Molinete e Carretilha e varas de lançamento com passador. Somente será autorizado para cada Participante o uso de 02 (Dois) materiais para a pesca. Veja as opções: a) Um Molinete ou Carretilha + uma vara de mão b) Dois Molinetes ou duas Carretilhas – c) Duas varas de mão. § 2º Carpa cabeçuda: Será permitida a pesca de “chuveirinho com a utilização de uma boia em superfície. Neste tipo de pesca é obrigatória à utilização do chumbo, com peso mínimo de 25 (vinte e cinco) gramas. Caso ocorrer a captura de qualquer outra espécie o peixe será invalidado;

  • Vara de lançamento de fundo: Neste caso será obrigatório o chumbo de poita com peso mínimo de 25 (vinte e cinco) gramas;
  • 4º – VARAS COM BÓIA CEVADEIRA: Será permitido o uso de Boias Cevadeira com molinete ou carretilha, não sendo necessário o lastro (chumbo).
  • VARAS TELESCÓPICAS DE MÃO: Limite para a vara de mão será de 5,40 metros e, a linha não poderá ultrapassar o limite de 01 metro maior que a vara; § 6º Salva varas, limite de 03 (três) metros;
    § 7º – ISCAS: Com relação a tipos de Iscas, qualquer isca poderá ser usada no Torneio, ficam excluídas as Isca Artificial e peixes vivos; §. 8ºCEVA Fica permitida o uso de ceva para a pesca com vara telescópica, de mão, desde que sejam com rações de fundo e, em pequenas proporções.

Art. 10ºRETIRADA DO PEIXE FISGADO: a) o participante estando com o peixe fisgado, caso seja extremamente necessário, poderá sair de sua localização para efetuar a retirada do mesmo e os demais participantes deverão facilitar a sua retirada. b) Caso o peixe fisgado enrosque na linha ou anzol de outro Participante, o mesmo valerá para pesagem. c) Serão válidos os peixes que estiverem fora do lago e os que estiverem em processo de retirada da água após o aviso de término da competição.

 Art. 11º – FATALIDADE COM PEIXE Caso haja uma fatalidade com o peixe: Exemplo o peixe embuchar a isca, anzol na guelra, mau manuseio, queda do peixe, retirada inadequada do peixe da água, entre outros, estes peixes entrarão no somatório do pescador.

Art. 12º DEVOLUÇÃO DOS PEIXES · Todos os peixes capturados durante o Torneio deverão ser devolvidos com vida ao lago. · Não deixar o peixe em superfície áspera se debatendo · Não colocar a mão na Guelra dos peixes · Não soltar o peixe que estiver sangrando ou com os olhos perfurados pelo anzol. Somente os Organizadores e Fiscais determinarão a sua soltura.

Art. 13º SOBRE O REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO o Regulamento ficará a disposição através do site: www.jornaldapesca.com.br. Caso seja necessário efetuar alguma alteração no regulamento, essas poderão ser efetuadas em caráter excepcional. Caso ocorra durante a competição, algo que não esteja no regulamento, os Organizadores, soberanos que são, decidiram o rumo a ser tomado.

Art. 14ºDISPOSIÇÕES GERAIS
§ 1º – A nenhum participante será dado o direito de desconhecer o Regulamento, do qual poderão ter cópia através do site Jornal do Jornal da Pesca.
§ 2º – O II Torneio de Pesca Esportiva do Pesqueiro Cath Fish e Trairão Pesca será instruído pelo presente regulamento e o descumprimento das normas nele estabelecidas implicará na punição do Participante.

Art. 15º
Não será permitido: Anzóis conjugados (pares, triplos, etc.) conectados; Iscas que prejudiquem o lago, como: Sanguessugas; Não será permitida a pesca de Fly e iscas artificias;

Art. 16º – CONSIDERAÇÕES GERAIS
§ 1º –
Para a retirada do peixe, os adversários dos Boxes próximos, como os árbitros poderão prestar ajuda passando o Passaguá para a retirada dos peixes; § 2º – O pescador estando com o peixe fisgado poderá deixar seu Boxe para facilitar a retirada do peixe; § 3º – Caso o participante fisgar um peixe e o fiscal estiver atendendo outro pescador, será necessário manter o peixe dentro de um samburá até que o fiscal chegue ao local; § 4º – Os lançamentos deverão ser realizados perpendicularmente a linha da água. Caso por um defeito de lançamento, do vento ou do próprio pescador invadir o setor vizinho, a linha deverá se imediatamente recolhida.  § 5º – Caso o peixe fisgado enroscar na linha ou anzol do adversário, mesmo assim valerá para a contagem de pontos; § 6º Caso um peixe for fisgado por dois pescadores, prevalecerá o pescador cujo anzol esteja fisgado na boca do peixe, porém se os dois anzóis estiverem em situações iguais, os pontos serão divididos entre os pescadores; § 7º Pequenos peixes não poderão ser usados como iscas.
§ 8º – Caso algum peixe levar o equipamento do participante e ser capturado por outro pescador, não será considerado sua pontuação, Somente será considerado se o pescador estiver usando salva-varas.
§ 9º – Salva vara – limite máximo de 05 (três) metros, no estado, sem estar esticado;
§ 10º – Se for capturado algum peixe solto pelo lago, já fisgado com anzol, linha, não será computado sua pontuação. Somente será considerado, caso o anzol esteja atado no peixe;
§11º
– Caso algum peixe venha a ser fisgado de anzol com farpa, o peixe será solto pelo fiscal, não computando sua pontuação;
§ 12º – O Jornal da Pesca estará disponibilizando no site: www.jornaldapesca.com.br – o resultado da prova – assim como, matéria do evento.

Artigo 17º – EXERCÍCIO DE PESCA
§ 01- Somente os peixes fisgados valem para a soma geral, com tolerância de até 20 (vinte) minuto para a retirada do peixe; § 02 – Os pescadores não poderão mudar de Boxes, mesmo que esteja desocupado – exceto de um peixe já fisgado;§ 3º – O pescador poderá sair do Boxe quando necessário, desde que o árbitro seja avisado; § 4º No caso de um peixe de maior porte, o pescador poderá ter ajuda dos adversários, até para facilitar e evitar embaraços; § 5º – Os participantes receberão uma cópia da ficha de pesagem, preenchidos pelos fiscais. Estes deverão acompanhar a pesagem para que não haja reclamação posterior.

Artigo 18º DISCIPLINA: Serão aplicadas as penalidades previstas no regulamento, nos casos de indisciplina, mau comportamento ou fraude de qualquer concorrente ou acompanhante.
Logo após o término da prova, a organização fixará o resultado (classificação e quilos) próximo da entrega dos troféus. Após a entrega da premiação não haverá recontagem de pontos, em hipótese alguma.

Artigo 19º – DISPOSIÇÕES GERAIS: Parágrafo único – Todos os Atletas Competidores inscritos declaram, mesmo que de forma implícita, conhecer este Regulamento Particular. Os organizadores e autoridades da Competição não se responsabilizam por perda, danos, extravios ou roubos de bens e materiais, de concorrentes e acompanhantes, durante ou após a realização da Prova, nem, por acidentes que os participantes possam provocar ou sofrer em decorrência de sua participação no evento.

Artigo 20º Caso ocorra durante a competição, algo que não esteja no regulamento, os Organizadores, soberanos que são, decidirão o rumo a ser tomado.

Artigo 21º– Nomes, imagens e som de vozes dos participantes poderão ser utilizados pela Organização em material promocional do Torneio, de forma Inteiramente Gratuita.

Agradecemos a todos os participantes pela participação

12347683_894194080630309_1463382243516728351_n

About Alexandre Stano